Familia Murdock! – Expedicao “Fim del Mundo”

Ola a todos!

      Seguindo o conselho do meu amigo Azevedo, gostaria de inaugurar este espaco relatando a nossa expedicao pela America do Sul, que fizemos em Fevereiro desse ano.

       Foram quase 20.000kms percorridos de carro, trem, aviao, onibus e a pé. Passando por geleiras e desertos; florestas e oceanos; rios e lagos.  Os mais diversificados tipos de fauna e flora.

      Dessa maneira, espero estar ajudando aqueles que pensam em fazer uma viagem parecida, ou mesmo aqueles que nao querem ir tao longe, mas que poderao viajar virtualmente conosco atraves das nossas experiencias relatadas, fotos, e afins.

Boa Viagem!

 


O Início

             Sempre ouvia os viajantes falarem das suas expedicoes, lia em reportagens, via as fotos e ficava babando…

             Desde crianca que mamae nos incultou o desejo de viajar e conhecer o mundo; de tirar a bunda do sofa e viajar, para qualquer lugar que seja. Na verdade, muito antes de eu me conhecer por gente, eu ja fazia minhas aventuras.

             Mamae tem umas fotos (e eu vou procurar para postar aqui), de mim quando tinha 10 meses (nao 10 anos, 10 MESES!!!) acampando em Caldas Novas-GO. Isso mesmo; ACAMPANDO!!! Com barraca e tudo o mais. Vou procurar as fotos…

             Entao, desde sempre gostei de viajar. Quando ficamos maiores, nosso premio, por passar de ano, nao era video-games, bicicletas, jogos, etc. Era sim, um sundae (se passasse por media) ou um colegial (se passasse se arrastando) e uma viagem de fim de ano.

              Com 13 anos ingressei no 35º Grupo de Escoteiros do Ar; ai vieram as preparacoes tecnicas, treinamentos em primeiros socorros, tecnicas verticais (rapel) e com cordas (travessia, pontes, etc), e mais viagens. Ensinamentos estes, que nao esqueco ate hoje e amigos que cultivo e cultivarei ate o fim da vida.

             Claro que viajar nem sempre e barato. Para mim, entao adolescente, era quase impossivel viajar para muito longe. Mas sempre tivemos a nossa dose de critatividade. Vale tudo. Se hospedar em casa de amigos, acampar, pegar a bicileta,  enfim… o negocio e conhecer os lugares; mas claro, dentro das suas limitacoes: nada de carona, ou dormir no meio da rua, ou acampar em qualquer lugar, como sei que tem gente que faz. Seguranca acima de tudo.

               Bem, depois de varias aventuras, tinha chegado a hora de sair do pais. Nao que eu ja tenha conhecido todo o Brasil, longe disso; mas ja que podia e viajar para fora estava mais barato do que viajar dentro do Brasil, por que nao?

              A minha primeira ideia de expedicao pela America do Sul,  foi o Peru; mas especificamente, Machu Pichu e Nazca. Acho que esse e o sonho de todo o mochileiro.

               Estava pesquisando sobre Machu Pichu e tal, ate que conheci a Andreia, de Recife -PE. Ela tinha acabado de chegar de uma longa viagem de 60 dias pela America do Sul. Como todos nos, quando chegamos de uma viagem (por menor que seja), estava empolgadissima.

              Mostrou as fotos, os lugares que conheceu, e etc. Um lugar, me chamou a atencao em especial, por ser conhecido como “O Fim do Mundo”. Esse lugar, se chama Ushuaia. Fiquei curioso… Melhor que Machu Pichu, seria ir logo ate o fim do mundo e de la ir subindo… pensei.

               Comecei a colher as informacoes com ela; ate a exaustao; e nao parei mais de pesquisar. Admirado com as fotos e tudo, ja tinha resolvido. Nos iriamos para O Fim do Mundo, e de la subiriamos para Machu Pichui.

              Quando fomos pesquisar mais a fundo, tal viagem se mostraria inviavel, ate impossivel. Nao dava para conhecer todos esses lugares, em tal pouco tempo: Machu Pichu, Atacama, Aconcagua, eles teriam que esperar.

              Por fim, dividimos a nossa expedicao em duas partes: Argentina e Chile (essa que relato aqui), e uma proxima que sera Peru e Bolivia.

              E assim nasceu a nossa viagem: de um papo com uma amiga.             


Planejamento

             Para se realizar com sucesso, qualquer viagem, por menor que seja a sua duracao, tem que ter um minimo de planejamento; calcular as alternativas para as dificuldades que poderao aparecer no decorrer da viagem, custos, locais a visitar, etc.

              No nosso caso, para realizarmos esta expedicao, foram 02 anos de muita pesquisa, aquisicao de mapas, equipamentos, conversas com viajantes experientes que ja realizaram uma expedicao parecida e, ate mesmo com os nativos das cidades que iriamos visitar.

               Todos imaginam que viagem tipo mochileiro, seja uma coisa suja, inviavel, que passamos maus bocados, etc. Nao e nada disso.

               A cultura mochileira mudou muito com o passar dos anos. Mas a ideia inicial, permanece a mesma: conhecer o maximo de lugares possivel, com liberdade, respeito a natureza e gastando pouco.

              No nosso caso,  o “gastando pouco”  ficou em US$ 40,00 (quarenta dolares) diarios. Isso, o planejado para os dois. Ou seja, reservamos US$ 1200,00 (hum mil e duzentos dolares) para 30 dias de viagem (fora as passagens).

             No final, acabamos gastando um pouco mais e nosso gasto total foi de US$ 1800,00 (hum mil e oitocentos dolares). Parece muito para vc? E se eu te disser, que um cruzeiro ate Fernando de Noronha, saindo de Natal por 04 dias, esta custando 1200,00 dolares??? E agora??? Nos passamos 30 dias. E nesses custos, estao alimentacao, passeios, hospedagem, taxas, passagens de onibus, trem, entradas em parque, taxi e tudo o mais que uma viagem acarreta, exceto as passagens aereas, tudo isso, para 02 pessoas.

               No fim, devido ao nosso bom planejamento, conseguimos sair ilesos de algumas adversidades que tinhamos previsto durante a viagem, porem nao esperavamos encontrar; coisas de viagem.

 


Roteiro

          Fazer um roteiro pela America do Sul, para uma viagem de 30 dias nao foi nada facil.

O nosso continente eh muito lindo e com belezas muito diversificadas, por isso, nao foi nada facil escolher os lugares que queriamos conhecer.

A seguir, o nosso roteiro inicial:

1 – Buenos Aires
2 – Rosario
3 – Cordoba
4 – Bariloche
5 – Peninsula Valdes
6 – Ushuaia
7 – Puerto Natales (Torres del Paine)
8 – El Calafate (Glaciar Perito Moreno)
9 – El Chalten (Capital Mundial do Treeking)
10 – Punta Arenas
11 – Puerto Montt
12 – Osorno
13 – Santiago

Esta foi a ideia do nosso roteiro inicial. Sem contar a “paradinha” que fizemos nas Serras Gauchas (03 dias), antes de seguir para Buenos Aires.

Vale salientar, que tinham cidades onde nao passariamos mais do que 01 dia, e outras que iriamos passar no maximo 03.

Mas como podem ver, ainda assim, foi um roteiro muito apertado para 30 dias.

 


A Viagem

            A medida que for postando aqui, vou tentar colocar os custos, bem discriminados, para que os proximos viajantes possam tomar como base para montar a sua propria.

            Antes de mais nada, agradeco imensamente a colaboracao de Tio Cid, que teve papel crucial para a realizacao dessa viagem, sempre empenhado em resolver as nossas dificuldades com as cias aereas, hoteis, e afins. Obrigado Cid.

            Agradeco a toda a galera do Mochileiros.com e do MochilaBrasil.com.br que nos deram altas dicas, sugestoes, refizeram o nosso roteiro, dentre os que posso destacar: TrotaTorres (Autoridade maxima em Paine, El Chaten), Seneya, ArcPE, IceMan, Paulo Mota, enfim: todos que nos ajudaram nessa viagem.

          Comecaremos pelas Serras Gauchas, onde fizemos a nossa primeira parada.

 


Serras Gauchas: Gramado, Canela, Bento Gonçalves, Garibaldi, Nova Petropolis…

 

Comecamos a nossa expedicao ate o fim do mundo pelas serras gauchas.
 

 

 
 

Pórtico na entrada de Gramado-RS

 

Alugamos um carro em Porto Alegre e seguimos direto para Gramado, onde ficamos no HI Gramado Hostel

http://www.gramadohostel.com.br/principal.html.

Gostamos muito do Hostel, da estrutura e da equipe. A unica coisa, que poderia ser ruim seria a localizacao: ja que fica na saida de Gramado, na estrada para Canela. Nao que seja longe do centro, mas da uma caminhada boa. Alem disso, pode-se pegar onibus coletivo.

Gramado eh uma cidade muito cara, pois vive, essencialmente, do turismo. Encontrar comida barata e afins, foi meio dificil.

 

Praça no centro de Granado-RS

Alias, nao encontramos. So encontramos em Canela, no restaurante Meia Lua, bem proximo a rodoviaria.

Passeios

As opcoes de lazer em nas Serras Gauchas sao muitas e para todos os gostos.

Tem muitos parques tematicos; uns grandes, outros menores. Alem dos passeios pelas vinicolas e fazendas proximas.

Comecando por Gramado, falarei dos passeios que fizemos e gostamos e outros nao.

Parque Knorr Aldeia do Papai Noel

Esta custando R$ 14,00 P/P com direito a entrada no parque da Mamae Noel em Canela.
O parque tem uma imensa area verde; realmente agradavel para passar o dia, fazer um piquenique, etc.
Nos, achamos muito caro. Mas em Gramado, isso nao eh novidade.
Quem conhece, disse que vale a pena mesmo eh ir no Natal. Realmente, deve ser lindo e valer o ingresso.
Afora isso, tem a casa do Papai-Noel, a fabrica, alojamento, etc.
Para conhecer eh legal, mas, como falei, se esta com pouco dinheiro, nao vale a pena. Somente no Natal.
Mas isso eh a minha opiniao.

 

 

 
 

Na Aldeia do Papai Noel: Olhe a minha cara de felicidade…

 
 

 
 

Ainda na Aldeia do Papai Noel. Gramado-RS

 

Musel do Automovel

Se vc gosta de carros e motos antigas, meta bronca e pague os R$ 12,00 p/p.
Se vc nao gosta, nao va… Pagamos, passamos 10m; batemos umas fotos e fomos embora… muito chateados.

 

 
 

Musel do automóvel. Só vá se gostar de carros e motos antigas.

 

Parque Mini-Mundo


Esse nos gostamos. R$ 10,00 P/P. Um parque muito, mas muito interessante para quem gosta de miniaturas, ou nao. Eh mesmo muito bonito. Sao replicas de lugares famosos, ou nao, em escala e a maioria, animados.
Nos gostamos. Otimo lugar para tirar fotos.

 

 
 

Parque Mini Mundo: Lindo

 

Lago Negro

Va cedo ao Lago Negro, que fica bem proximo do Mini-mundo. Alugue um cisne e va passear. Muito bonito o lago; ideal para pic-nics e para namorar. Sempre tem um show rolando la. Apresentacao dos artistas da terra. Recomendamos.

 

 
 

O Lago Negro: Vale uma visita.

 
 

 

Igrejas, Chocolaterias, cafes…

Gramado eh conhecida por ser a terra do chocolate. Visitamos duas fabricas de chocolate, e gostamos mesmo. Vale conhecer (a menos que vc seja diabetico ou alergico a chocolate).
Visitamos a do Floryball, que fica um pouco afastado do centro, mas tem transfer; eh so pedir no centro de Gramado, que eles vao te deixar na fabrica e, a seguir, no centro.

 

 
 

Entrada da fábrica de chocolate caseiro. Delicia!!!

 

 

Igreja de Pedra


Tem igrejas bonitas em Gramado, de facil acesso. Vale uma visita.
 

Cafes Coloniais sao uma tentacao. Vc vera inumeras placas te “chamando” para tomar um cafe colonial. Amigo, eh muita comida.
Va, depois de uma noite sem jantar. Vale muito…

Canela

Canela eh uma cidade altamente agradavel. E mais barata do que Gramado. Alimentacao, encontramos o “sirva-se a vontade” por R$ 6,50, no restaurante perto da rodoviaria. Muito agradavel.
E tem tambem Albergue… Mas desse, nao gostamos; muito abafado. Entramos so para conhecer.

Canela tem, como Gramado, muitas opcoes de passeios; mas seu carro chefe sao os vinhos. Muitas vinivolas caseiras; vc entra

nas lojas e vai degustando de tudo. Vinho, liguica, queijos… muito bom.
Se for comprar vinhos, compre em Canela. Mas pesquise, deguste, pechinche e compre.

Tem a Igreja de Pedra, que vale conhecer e tirar umas fotos.
E tem o Parque do Caracol e Parque da Ferradura.

O primeiro tem a cascata do caracol. A entrada custa R$ 8,00 e pode-se acampar la. Tem uma estrutura bem razoavel para camping.

 

 
 

Cascata do Caracol: 927 degraus para descer e 927 para subir (47 Andares)

 
 

 
     
 

 

O parque da Ferradura, fica um pouco acima do Caracol. Tem um teleferico, onde pode-se ter a panoramica da cascata e mais.

Infelizmente, nao conhecemos o parque. Somente o do Caracol.

No caminho desses parques, vc vai passar por, pelo menos, dois pontos interessantes:

A Cabana construida completamente sem pregos ou parafusos. Impressionante. Muito bonita. E construida de madeira, somente com
encaixes;

A churrascaria Garfo e Bombancha. Esta churrascaria oferece shows, conhecido como “Noite Gaucha”. Infelizmente, no dia que fomos, nao tinha show. Se informe primeiro antes de ir. Funciona a noite.

Em Canela, tem o treno Alpen Park. Lugar para um turismo fora do convencional. Com opcao de Tirolesa, Arborismo e Treno.

Antes de ir, imprima seu cartao de desconto clicando aqui http://www.alpenpark.com.br/desconto/conteudo.htm

Bem, por hj eh so.

Na proxima edicao, colocarei dados sobre o Tour dos Vinhedos (Bento Goncalves, Garibaldi,…) e Nova Petropolis.

Abs


Romulo Murdock

In God we trust!

– FORCA SEMPRE –

Anúncios

Um comentário sobre “Familia Murdock! – Expedicao “Fim del Mundo”

  1. Pingback: A Primeira Vez… Em um hostel « Rolé pelo Mundo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s