Rolé por Torres del Paine: Parte 3

Familia Murdock: TDP Parte 3

16:53 @ 20/07/2006

         Como nao iamos usar mais, dei nossos mantimentos aos novos amigos chilenos. Desejamos boa sorte e fomos em busca do nosso destino.

 

 

Desarmando acampamento

 

 

         Ainda assim, batemos umas poucas fotos e começamos a nossa caminhada de volta.

 

         Durante a caminhada, sinto uma coisa pinicando o meu corpo. Parecia formiga, sei lá. Só depois que vi: o meu suor tinha congelado e estava me pinicando.

 

         Ô tortura, viu. Isso tudo porque não comprei uma camisa “segunda pele” descente. Lembra do que falei sobre os equipamentos? Pois é. Faz diferença. Eu tinha visto uma camisa “segunda pele” da Kailash que absorvia o suor, água, etc, e não deixava contato com seu corpo. O vendedor demonstrou: pegou um copo com água, derramou na parte de dentro da camisa. Esta absorveu, jogou para o lado de fora da camisa e do lado de dentro permaneceu seco. Não me pergunte como funciona, mas funciona. Só que toda essa tecnologia tem um preço: R$ 220,00 em Natal.

É muito dinheiro para dar em uma camisa que iríamos usar poucas vezes. Mas se tiver, vale a pena. Faz muita diferença.

 

 

Fofinha com as torres ao fundo

Eu, com muito frio

Se voce tiver grana, alugue um cavalo.

 

 

         Não sei exatamente que horas eram, quando começamos a voltar, mas era antes das 11:00h, com certeza. Bem, chegamos no Las Torres, onde pegaríamos o tal transporte que nos levaria até a portaria Laguna Amarga, as 16:30.

 

         A van tinha saído as 16:00. Outra, só as 18:00hs. Perguntei sobre os ônibus para Puerto Natales e a moça disse que não se preocupasse, pois os mesmos só saiam depois da última van.

         Não sentíamos calor, mas o frio já não era mais tão ferrenho, então, fui ao banheiro para me livrar de alguma das dezenas de pecas que eu estava vestindo.

 

 

Aguardando a van e a pilha ao lado de roupas que eu estava vestindo.

 

 

         A essa altura, Marta estava cansada, porém mais tranqüila.

 

A van chegou. Colocamos as nossas coisas e nos mandamos. Chegamos na Laguna Amarga e, a moça tinha razão, os ônibus estavam esperando.

Dentro dele, alguns conhecidos. Fiquei feliz, pois não tínhamos sido os únicos a sermos vencidos pela montanha.

 

         03 horas depois, já escuro, chegamos na nossa hospedaria. A chilena tem um susto, pois só nos esperava para dias depois. “Bem – pergutei – tem vaga?” Com um sorriso, ela responde que sim e nos dá o nosso antigo quarto. Que coisa boa é dormir em uma cama quentinha, como é bom.

 

         Depois do banho, fomos a Picada do Carlitos para jantar. Lá também encontramos vários viajantes, alguns ainda nem tinham tomado banho (ergh!!!), comemorando e brindando as suas vitórias. Encontramos também, várias pessoas procurando hospedaria. Os seus lugares estavam cheios e eles não tinham mais onde ficar. Lembra que falei que toda hora chegam dezenas de ônibus? Fiquei muito feliz e aliviado de saber que nosso lugar estava guardado. Graças a Deus.

 

         Bem, voltamos para nossa hospedaria. Tinham novos hóspedes. Estes, franceses (pense num povo chato). Marta estava conversando com a da. Chilena, quando o francês passa do quarto dele para o banheiro só de cueca. PQP!!! Cara é doido, pensei!

 

         Ainda bem que elas não ligaram e levaram na esportiva.

 

Nos fomos dormir. Merecíamos uma boa noite de sono.

 

 


 

 

Recado para Paine:

 

Você me ganhou dessa vez. Mas eu vou voltar e quando voltar, eu vou ganhar!!! JJJJJJ

 

Até a próxima

 

Hasta luego

 

Rômulo Murdock

 

FORÇA SEMPRE

 

In God we trust!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s