Um rolé pelo Chile

Família Murdock – Um rolé pelo Chile

 

          Olá viajantes!!!

 

         Dá ultima vez que nos falamos, estávamos decidindo aonde nos hospedar. Apesar de termos bastante opção, não podemos ficar escolhendo muito; corre-se o risco de acabarem as vagas.

 

         Então, uma chilena estava esfregando seu panfleto na minha cara e falando um dos piores “inglês” que eu, até então, já tinha ouvido. Pedi para ela falar em espanhol…

 

         Não foi a melhor saída, pois o espanhol do chileno é mais difícil de entender; eles falam mais rápido, quase não pausam durante a frase, o que acabou me frustrando. Mas, pedindo para eles falarem devagar, tudo vai.

 

         No fim, negociamos com ela. Vi no seu panfleto que sua hospedaria tinha sido citada e recomendada em um guia para viajantes vendido nos USA. É esse, pensei. Agora era negociar o preço:

 

– cuanto custa 02 personas para 01 noche? – falei

– CP$ 8.000,00 cuarto privado com desayuno (café) e baño compartido – respondeu;

– cuanto em dólar??? – Ainda não tinha aprendido o macete que passei para vocês no post anterior

– US$ 16,00 – disse a simpática chilena

 

Todos estavam cobrando isso, então, tanto fazia. Resolvi ficar com ela mesmo.

 

Seguem os dados da nossa hospedaria, bem como seu website

 

Residencial Ely

Calle Caupolican 75

Phone: 56 61 226660 – 248165

Celular: 0 97274318

Punta Arenas – Magallanes – CHILE

Web site: http://www.chileanpatagonia.com/ely/index.html

 

O Residencial Ely fica um pouco afastado do centro da cidade; mas como toda cidade pequena, não é lá essa andada toda.

 

Ely é uma simpática chilena, diferente da sua filha, uma pestinha de 06 anos que ficou me enchendo o saco o tempo todo. Não reparem, eu adoro crianças, mas essa era incrivelmente mimada e mal educada; aí também já é demais.

 

Como estávamos em uma residência, certas regras tem que ser obedecidas. A cozinha é livre somente em determinados horários e, assim mesmo, frituras não são permitidas.

 

No nosso quarto, tinha TV a Cabo (Ainda bem) e calefação. Era limpo e confortável. Recebemos uma cópia da chave da casa; ela só pede que não faça barulho quando chegar.

 

Essa é a parte interessante. Eu pergunto, quem de nós, daria a chave da casa para um completo estranho? Ainda mais, um que só está de passagem?

Eu, seguramente, respondo que não daria.

 

         Além disso, ela nos dá um pequeno mapa da cidade, contendo lugares para cambiar moedas, restaurantes mais em conta, supermercados e pontos turísticos.

 

         Vamos saber um pouco mais sobre Punta Arenas?

 

 


 

REGIÃO DE MAGALHÃES

 

A província de Magalhães tem em Punta Arenas a sua capital, pegando desde a Cordilheira de Paine ao Norte até o Cabo de Hornos ao Sul.

PUNTA ARENAS

Localizada a 3090 kms. ao sul de Santiago este centro urbano apresenta uma população atual de aproximadamente 115.000 habitantes

 

Punta Arenas está situada na península de Brunswich, antigamente era conhecida por Punta Arenosa, tradução literal em inglês para “Sandy Point”

Entre seus principais atrativos, estão o  Museo Salesiano Mayorino Borgatello, o monumento  Ovejero, com seu cavalo, seu cachorro; o cemitério, o Instituto da Patagônia; suas pinguineiras, além da sua zona franca.

 

Além disso, Punta Arenas é principal ponto de ligação até as cidades patagônicas austrais como Ushuaia, Puerto Natales, Puerto Varas, etc.

 


 

         A primeira providencia foi cambiar a moeda. Ainda estava com pesos argentinos e dólar, mas peso chileno, só tinha o troco do almoço durante a viagem.

 

         Fofinha ficou no hotel, dormindo e curtindo a calefação… eu segui para o centro, troquei as doletas e, achei uma lan house. CP$ 500,00 a hora. E lá fui eu mandar notícias para a família; que saudades.

 

         Assim que entro no MSN encontro Zé Guedé. A lan house era arrumadinha e tinha web cam. Liguei a vídeo conferência e Zé pode ver o meu drama; todo empacotado, devido ao frio. Quando viajamos assim, é sempre bom “falar” com os amigos e a família.

 

         O tempo passa rápido e a hora já acabou. Sigo andando para “casa”; Fofinha está vendo ER. Massa! Vou ver também; quero me inteirar…

 

         Ely pergunta que horas queremos viajar; de Punta Arenas para Puerto Natales, tem ônibus de hora em hora e são 03 horas de viagem 254kms.

 

 

Pinguineira

 

         Ely nos acorda, eram 09:00hs. Ela não tem vergonha: bate na sua porta com vontade, só não faz entrar… aí já era demais.

O café está na mesa. Nada muito extravagante; o mesmo que ela serve para sua família. A pestinha está na mesa; saco!

 

         Ely nos deixa na garagem do ônibus que vai para Puerto Natales para comprarmos a passagem. Compro pela Bus Sur (Calle Baquedano 558 Tel: 41-1325 / 1859)  CP$ 3.000 cada.

 

CDica para os viajantes: Têm várias empresas que fazem a linha Punta Arenas à Puerto Natales, porém, praticam preços variados. As garagens são próximas umas as outras. Vale pesquisar.

Outra coisa, as empresas fazem pacotes promocionais para quem compra ida e volta. Se for o seu caso, compre ida e volta. Sai mais barato.

 

         O próximo passo é seguir para o supermercado para comprar a comida que iremos consumir durante o camping. Vamos fazer a feira, pois somos informados que em Puerto Natales as coisas são mais caras.

Muita barra de cereal, massa, carne enlatada, chocolate, café solúvel, leite e Nescau, além de algumas frutas.

 

         Quando voltamos para “casa”, arrumamos a nossa mochila e damos um tempo até a hora de seguir para a garagem.

 

         Acabamos conhecendo um grupo, acreditem se quiser, de senhores da melhor idade vindos de Israel. Estavam fazendo um tour pela América do Sul; já tinham passado no Brasil e agora estavam subindo a patagônia.

        

         Muito simpáticos todos eles. Na verdade, um exemplo de vida. Eu gostaria de envelhecer assim. Converso com um senhor, que se revela profundo admirador do nosso futebol e do rei Pelé. Diz não gostar de Maradona, pois ele usava (usa?) drogas.

 

         Arrisco algumas palavras em Hebreu; o pouco que eu sei foi o suficiente para eles ficarem satisfeitos e felizes; querendo aprender “espanhol”. Expliquei que a nossa língua era português e que teria prazer em ensinar. Daí saiu aquele “obrigado” e “até logo” essas coisas.

 

         Eles seguem na van conosco até a garagem do ônibus. Nos despedimos da Ely e dos colegas de Israel e pegamos o nosso ônibus.

 

         A amiga de Ely nos dá um folheto da hospedaria de uma amiga em Puerto Natales. E lá vamos nós; seguindo para Puerto Natales e nosso primeiro treking em Torres Del Paine.

 

CDica para os viajantes: Outra opção de seguir de Punta Arenas para Puerto Natales ou vice-versa é seguir de navio. O Navimag é um navio tipo ferry que navega pelos canais patagônicos. Tem roteiros variados e é uma opção para conhecer a outra parte da patagônia. Custa aproximadamente US$ 300,00 dependendo das saídas da temporada, do trecho, etc.

 

 

Ferry Navimag

 

 

 

Obs. As fotos deste post tem caráter ilustrativo. Não viajamos no Navimag nem visitamos as pinguineiras em Punta Arenas.

 

Até a próxima

 

Hasta luego!

 

Rômulo Murdock

 

FORÇA SEMPRE

 

In God we trust!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s