Dia 03: Louvre,Notre Damme, Panthéon…

Olá amigos viajantes, salut!!!

Hj o dia começou cedo. Acordei disposto a caminhar e conhecer tudo que não deu tempo ontem. E assim, coquei o despertador para as 07hs e levantei cedo. O que eu não lembrei (e fui avisado) é que aqui , no inverno, os dias começam mais tarde; lá pelas 09:00hs.
Aí ficou eu, zanzando pelo quarto, procurando o que fazer. Além de tudo, a agradável temperatura de 0grau.
Desci, fui tomar o café e me empacotei com uma reca de roupa, para não passar o frio de ontem.
Para minha surpresa (pasmem!) comecei a sentir calor! "Tô pronto" pensei "esse frio não me pega mais… Não vou n colocar a luva…"
Qual o que se não foi só eu colocar o pé na rua e receber aquele "ventinho" para tirar, correndo, a luva da mochila. Ôxe! Foi rapidinho!

Já me sentindo um "especialista no metrô" (ontem a noite virei e revirei o mapa do metrô, tracei rota, contei estações e baldeações) fui direitinho para a linha 09, para descer na estação Nation e fazer a baldeação para o RER A (trem) e seguir para o Arco do Triunfo.
Tudo certo. Desci certinho, mas como seguro morreu de velho, fui perguntar. Estava no local certo, mas na direção errada. Tinha que pegar o trem na outra direção. Blza! Vamos!
Mas para ter 100% mesmo, perguntei novamente, desta vez, já do outro lado.
E aí, meus amigos, cometi um erro… Chego já lá.
Vi, no mapa do metrô, uma tal de estação Grand Arc! "é essa!" e fui perguntar à Sra. qual era o trem para o Grand Arc. Ela foi super simpática, explicou que ali, naquela estação passam vários trens para varias direções e que eu tinha que pegar o que vai a estação tal e descer na estação Grand Arc
Blza! Peguei o trem.
Aí aconteceu uma coisa engraçada. Embarcaram dois senhores com sanfona, começaram a tocar, todos felizes… Quando um deles começa a passar o chapéu, eis que surgem os fiscais. Coitados, deu pena. Os fiscais ficaram no trem até eles desembarcarem.
E falando nisso, chegou a minha estação. Desci no Grand Arc. Para minha surpresa, na hora que coloquei o ticket para sair (aqui precisa guardar o ticket para sair de algumas estações), a porta não abriu. "Danou-se! Só falta agora eu passar por penetra e ter que pagar multa"
Mas sabe aquele "jeitinho brasileiro?" pois nos exportamos para a França, porque um francês teve o mesmo problema que eu e sabe o que ele fez? Esperou alguém passar com ticket válido e foi atrás, antes da porta fechar. Aí sabem como é, hehehe… Esperei outro otário, opa! outro pagante e fiz o mesmo. Kkkkk Não ensinem que aprendo rapidinho.
Só não aprendi a usar esse transporte daqui. Pois eis que quando saio da estação, que viro à direita, lá está o Grand Arc! Imenso, enorme, imponente com seus 30 andares e revestimento de alumínio. (alumínio!???) pois eis que o tal Grand Arc é um prédio de escritórios que deve ter seus, vá lá, 10 anos. Nada a ver com o Arco do Triunfo.
Mas td bem. O tal Arc fica em frente ao original. É só descer 2,5 kms pela Chaurles de Gaulle, logo alí. E lembram do erro que comentei? Pois foi não checar meus planos do dia anterior. Tava tudo alí, no meu bolço. Onde descer, subir,etc. E o pior é que a linha do metrô que passa aqui em frente, passa pelo Arco do Triunfo, ou seja, eu não precisaria baldear. Mas como demoraria muito e a baldeação seria mais rápida, borá baldear. E aí… valeu para conhecer esta área, que é o coração financeiro de Paris. Além disso, o que mais poderia dar errado? =/

Desci a Av. com toda a paciência, acompanhando o acordar da cidade.

Finalmente cheguei ao Arco do Triunfo (o original). Lindo, enorme, maravilhoso! No centro nervoso da cidade, separando a Charles de Gaulle da Champs de Ellysee.
A subida ao arco custa uns 8 euros, mas para que foi a Eifell, essa é fichinha.

Roteirinho de fotos, etc, fui conhecer a Av. mais famosa de Paris (quiçá do mundo. Ou seria Wall Street?).
Logo de cara dou com uma tal de Cartier. Lojinha simplória, quase um quiosque. Aí fui olhar as vitrines. Reloginho feinho, tadinho, sem graça, mas vou comprar para ajudar a manter a loja. O precinho camarada? 30.000,00 Não, não tem zeros a mais. Quer esse relógio, Primo? Se quiser, é só transferir a prata.
Continuei descendo e encontrei a estação que eu deveria RER descido. Putz! No pé do Arco (do Triunfo!).
Desci mais um pouco e encontrei uma loja só das princesas Disney. Muito bonita. E ao lado a MegaStore da Virgin (produtora musical). Perdi uma horinha lá rsrsrs
A propósito, ao final da Av. fica o jardim das Tuileries, em seguida o Louvre.
O jardim é lindo, enorme, maravilhoso, mas deve ser divino no Outono e Primavera. Com muitas obras de arte por todo o parque (estátuas).
Por fim, cheguei ao Louvre. Já eram 13hs e tinha muita coisa para ver, então… Pois é, não entrei.
O museu é enorme e vale uma visita de, pelo menos, meio período. E aí eu não conseguiria visitar o que queria.
Mas nem tudo esta perdido, eu ainda tenho alguns dias aqui, afinal. Rss

Bom, fotinhas tiradas, segui ao Panthéon (sim, aqui também tem). Demorei um pouco para chegar, fui caminhando, entrando nas lojas, perguntando (Tassao, se perfume está 68 euros o intense de 100ml. Vai?), e cheguei.
Lindo, fantástico, etc. Ao lado direito, a faculdade de Direito(!!!) e no esquerdo, a prefeitura.

A essa altura o estômago já estava nas costas. Tem inúmeras opções e, dessa vez, eu não queria um lanche rápido. Vou comer bem! E "comer bem" não quer dizer "gastar muito". Os franceses são apaixonadíssimos pela sua culinária, uma das melhores do mundo, e atestei isso hoje.
Existe um tal "menu turístico" onde você paga uma quantia X (No meu caso, 16 euros) e pode escolher entre várias opções de entrada + prato principal + sobremesa ou uma combinação menor: entrada + prato, prato + sobremesa. Entre as opções de entrada, tinha fois grais (patê de fígado de pato) imagine! Esse é que nem caviar "nunca vi nem comi eu só ouço falar". E não comi não, sei lá, deve ser ruim demais.😮
Fiquei com um bom filét mingno ao molho de mostarda com mousse de chocolate. Valeu cada centavo. Opa! Euro.
Ah, também fui a Notre Dame (sim, a do corcunda😉 )
Uirnny, Girininha, essa catedral vocês tem que conhecer. Eu não tenho palavras para descrever. Tirei milhares de fotos, mas não adianta: só vendo pessoalmente. É linda demais.
Aproveitei o tempo, acendi umas velas, fiz umas orações e escrevi na urna. Pedi para nós todos. Todos vcs, amigos e familiares, sintam-se abençoados.

Bom, pontos visitados, vou seguindo para a Quartier Latin, quando de repente, não mais que de repente, na vitrine de uma loja 5 letrinhas clamam por minha atenção: P-R-O-M-O.
Vou entrar, só para olhar. Rsss Ilha, só digo uma coisa pra vcs: promoção, aqui, É PROMOÇÃO! Não é essa enrolação que temos aí no Brasil, que eles aumentam os preços pra depois colocar o desconto. Bom, acabei comprando uns itens de primeira necessidade, sabem como é…😉
A propósito: aqui não tem vendedor em cima. Vc se vira para pegar, provar, trocar, etc. Quando muito dizem onde a peça está.

Ok, depois dessa paradinha, já estava a anoitecer. "vou ver a torre Eifell iluminada", pensei.
Eu lembrava que tinha a visto ao longe, da Notre Dame. Não deve estar tão longe… Vou caminhando… E lá vou eu, seguindo até Notre Dame, em busca da torre, cruzando o Quartier Latin (Um bairro super charmoso de Paris, onde irei me hospedar na próxima vez que vier).
Antes de chegar a Notre Dame, porém, encontro outra igrejinha barroca (esqueci o nome agora) super bonitinha e menos freqüentada. Dai eu entro e me deparo com um ensaísta tocando o órgão da igreja.
Não resisto e gasto alguns bons minutos ouvindo a melodia e curtindo a igreja.
Alias, se tem algo aqui que se respira é cultura. Em todos os lados, inclusive nas placas das ruas, que explicam o significado, mesmo que resumidamente. Um exemplo foi a rua chada Franklin D. Roosewelt (não sei se escrevi direito, ok). Embaixo do nome tem escrito "um estadista americano". Legal, não? E tem outras coisas que a cidade usa para chamar seus cidadãos a conhecer a cidade: crianças até 5 anos não pag ingresso. Adolescentes tem desconto, assim como idosos. Em outros locais, jovens até 24 anos também pagam menos (inclusive na torre), e por aí vai.

Enfim cheguei a Notre Dame.
Calculei que a torre estava descendo o Senna, atrás da Notre Dame, e assim segui descendo, curtindo a cidade, a paisagem, todo feliz e contente.
Após andar uns 2,5 kms, por desencargo de consciência resolvi perguntar se já estava perto da torre (afinal, estava demorando um pouquinho para vê-la).
Pois quando perguntei à Sra. que passava, ela se espanta: a torre Eifell está na outra direção. Subindo o Senna.
Putz, nem acreditei. Eu pensei "ela não entendeu a minha pergunta. É CLARO QUE ESTOU CERTO."
Aí esperei um pouco e perguntei novamente à outra passante.
Essa só faltou chorar com pena de mim. "Você está muito longe. A torre é prá lá da Notre Dame, seguindo em frente. Pegue um metrô, meu filho. Você está longe demais…"
É, agora é oficial. Meu senso de orientação já era. Não presta. Vou mandar trocar. Ou… Se ele me mandar ir em um sentido, ou descer em determinada estação, vou fazer exatamente o contrário. Rsss

Bom, mas como minha prima disse: "se der tudo certo, bem. Se não der, bem tmb. Você está em Paris".

E nessa filosofia segui, dessa vez subindo o Senna. Novamente passo pela Notre Dame, pela ponte dos cadeados, e olhando para cima já via o sinal da torre.
Aí deu o estalo: vou pegar o barco e fazer o passeio pelo Senna.
Desci, feliz e contente para comprar o ticket e embarcar em grande estilo.
Quando chego à bilheteria… "fermer" responde a moça, está encerrado.
Neste período até meados de abril, encerram as 19hs. Nas demais épocas, 21:30hs.
Aí vcs perguntam "e por que não pegou o metrô?" oxe, com meu histórico era capaz de descer em Londres. Andar é mais seguro. Rsss

E andei. Andei, andei… Andei mais um pouco. Passei pela casa do presidente, pelo ministério do interior, assembléia e outros prédios políticos muito bonitos.
Até que cheguei. 5 kms depois.

Mas valeu a pena. Consegui essas fotos e, como prêmio, a torre ligou as luzes de Natal, para delírio dos presentes. Mas eu sabia que era uma recompensa pelo meu esforço😉

A propósito, a fila para subir estava bem menor.

Missão cumprida, foto tirada, peguei um metrô (o certo, dessa vez) e, finalmente, cheguei em casa para merecido descanso (que acho que vocês também vão querer, depois de ler isso td, rsss).

Abs!

R.M.

In God we trust!

7 comentários sobre “Dia 03: Louvre,Notre Damme, Panthéon…

  1. Rômulo, eu ri demais com esse post!!! kkkkkkkkkkkkk. Quando vc começou a falar da Notre Dame e direção que tava tomando pra chegar na torre, eu pensei :”oxe, mas vc tá indo pro lado erra…” kkkkkkkkkk. Ótimo acompanhar suas andanças.

    Obs.: Ah, o metrô de Paris é um negócio de louco. Se eu tivesse que destrinchá-lo sozinha, tava lascada. Sorte que eu tenho um marido GPS. ;D

    • Nao eh isso… Aff, a pessoa querer ser frances a forca eh dose.
      Isso porque esqueci de contar a minha aventura tentando alugar uma velib (bike) nesse mesmo dia, para nao ter que andar tudo de novo… uma resenha, depois conto.

      Abs e obg

  2. Se tivesse levado um GPS.. heheh Eu levei pra Santiago e foi supimpa! Mas mapa também ajuda muito. Não tenha preguiça de abrir.. Procurar o norte.. Ficar na posição certa, reconhecer marcos e seguir na direção certa! Até parece que não foi escoteiro, po! heheh

    Ei, aqui ta na hora do almoço e confesso que fiquei com inveja do seu prato! Puts, devia ta gostoso aquele molho de mostarda! A batata é meio esquisita.. Lembra a batata frita feita na Argentina. Falar em batata frita.. Como é o nome em francês? Só não me diga que é french fries! kkkkkkk

    Valeu, Rômulo! Abraço!

  3. Homi…. confesso que cocei a cabeça quando você disse que pegaria o RER para chegar no Arco do Triunfo… em Paris tem metrô pra tudo quanto é lado. Mas o importante é que você chegou.
    Sobre esse vai e vem à pé, hora para o lado certo e hora para o lado errado, você já ouviu dizer sobre uma ferramenta revolucionária chamada “MAPA” ? Nem precisa de pilhas!!

    Matando minha curiosidade agora: e seu idioma francês, como está??

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s