Rolé pela Europa: Dublin

Olá Viajantes! Estou em Dublin, capital desta maravilhosa ilha chamada Irlanda (mas bem que poderia ser do Brasil. Já explico porquê)

Primeiro quero contar com a paciencia de voces, pois estou com problemas para descarregar as fotos, entao, neste post, ainda nao tem nem uma.
Vou contar com a imaginação de vocês, ok

Segundo, teclado novo. Então já sabem, né  Um bocado de erros, acentos faltando, etc. No momento não sei onde está a tal da interrogação. rssss

Vamos lá

Dublin, day 01

Como adiantei, via a Dublin foi uma oportunidade que apareceu de fazer um intercambio relampago, um curso de aperfeicomanento em ingles, por duas semanas (ate porque, seria impossivel aprender um novo idioma em tao pouco tempo).
O pacote que fechei foi com transfer e hospedagem, alem do curso.
Ja estava pensando em tomar um cha de cadeira quando cheguei, mas que nada. Pontualmente o Diego (que fez o transfer) estava la esperando, com plaquinha  na mão (e eu me sentindo o maior VIP).

Primeira coisa suuper estranha: a mão, aqui, é inglesa. O motorista senta no nosso lado do passageiro e vice-versa.
Carros iguais aos nossos, tipo Golf, Polo, Fiat 500, mas com a direção invertida. Já pensou  Super estranho.

Dubllin é uma cidade relativamente pequena, super fácil de andar.
Estou em  uma hospedagem simplesmente perto de tudo (O Four Courts Hostel), com uma galera de todas as nações e culturas. Simplesmente demais. 😀 Além disso, perto de tudo (principalmente da área dos PUB’s).

O frio, aqui, não pega tanto quanto Paris. Está uma média de 0 grau a noite.  Em Paris era -4, -5. Está “agradável”. rssss Disseram que vem neve por ai, vamos ver.

Enfim, acomodação feita, vou dar um rolé pela cidade. Lógico!
A cidade é super fácil de andar, como falei, nada muito complicado.
Só tem uma coisa: o  lado de olhar ao atravessar a rua. Aqui é diferente, lembram> Mas no chão tem avisando: Look Right, Look Left (olhe para a direita, olhe para a esquerda). Então não da para dizer que não foi avisado. rsss

Outra coisa que adorei. Os preços. Bem mais barato que Paris. Alimentação, essas coisas. Tudo primeira, com preços razoáveis.
E se você ganha em Euro, amigo… Aqui é o lugar para gastar.

Enfim, não poderia terminar a noite sem conhecer um PUB. Esperei a vida toda por isso.
Entrei num tal Continental (são vários, muitos mesmo). E tava rolando uma música ao vivo Irlandesa. Cara! O MÁXIMO!!!
Não estava lotado (talvez por ser quinta OU en entrei no PUB errado OU cedo demais. rsss) mas beleza.
Tomei uma boa cerveja preta e voltei para “casa”.
Afinal, tinha que acordar cedo para o primeiro dia de aula. E eu sou um bom aluno. rssss

Dublin, Dia 02 (Hoje)

Após o cafezinho da manhã básico, fui andando até o local do curso.
O pessoal do hostel ensinou muito bem, e foi fácil demais chegar.

O SEDA

Fomos recepcionados com um super-lanche.
Na turma éramos brasileiros (maioria), koreana e argentinos.

Engracado que, de primeiro, achavam que eu era egipcio. Putz! Será meu nariz>>> Enfim, não sei.

A Emma nos explicou um pouco da historia de Dublin, da Irlanda, do funcionamento do curso, horarios, e as regras (sim, elas existem). Mas nada rigido e sao para nos mesmos.
Ex: na sala de aula, so falar inglês. Parece óbvio, você veio para aprender (alguns são zerados e vão ficar 1 ano), mas nao é. Brasileiro, adora brasilieiro. E adora conversar. Em portugues, entao, mais fácil, ne>>>

Mas ai perde o sentido do curso, correto> EU penso assim.

Blz

Outra regrinha, horarios. Chegar na hora. Se atrasar, tolerancia 15min.
Dentre outras.

Mas como dizia no inicio do post, a capital do Brasil poderia ser Dublin, e nao Buenos Aires.
Aqui tem MUUUUITO brasileiro. Mas muito mesmo. A ponto de “irritar”.
Não só estudantes, mas trabalhando, morando, vivendo aqui.

O cara que foi buscar ontem, o Diego, mora aqui ha 2 anos e não fala inglês. Mas é questão de escolha.
Quer aprender> Viva a lingua.

Ok, o segundo momento foi uma palestra com o Guilherme (professor brasileiro, mas so fala inglês) – super gente fina – que explicou para os estudantes que vão ficar 06 meses ou mais aqui, como obter o VISA e a permissão de trabalho.
E é aí que entra a grande sacada da Irlanda. Aqui estudante pode trabalhar. Legalizado!
O que é super, porque você custeia seus curso, sua vida aqui trabalhando numa boa.
E, pelo que ele falou,  não é tão difícil conseguir (mas também não é tão fácil e a concorrência só aumenta).

Bom, se você ficou curioso, seguem alguns dados:
Salário Mínimo: 8 euros a hora;
Jornada Máxima: Não há;
Vários empregos: Sim, é permitido;
Custo do Big Mac: 6 euros a promoção.

POr isso tem tantos brasileiros.

Hoje, após o SEDA fui matar minha saudade do Subway e fui comer um.
Na hora de pagar, a caixa era de onde>>> Brasil!!! Salvador, para ser mais específicoo.

O que me fez lembrar…
AInda em Paris, no aeroporto, fui pedir informações a um funcionário. E ele era de onde>>> Salvador! Está em Paris ha 32 anos. Mal fala portugues. Mas fala com muuuito sotaque. Aí perguntei a ele as condicoes de trab na França (estava guardando para um post específico, mas ja que entrei no tema…)

Salário Mínimo: (SE SEGURA!!!) 1.100,00  EUROS!!! O MÍ-NI-MO;
Jornada Máxima:  56 horas semanais;
Custo do Big Mac: 8 Euros a promoção.

Enfim, depois do Subway fui rodar pela cidade e cheguei a área turística de Dublin.
Muita gente, muita gente mesmo. Muitos turistas e muitas promoções. E quando eu digo promoções, eu digo promoções!!! Tipo jogo de PS3 por 3 euros (TRES EUROS!!!) Óculos Ray Ban, pague 1, leve 2 por 199 Euros. (OS DOIS, e em loja de Shopping!!!).
Foi difícil resistir… e olha que detesssto compras. Más foi muito difícil. Mas consegui. rssss

A propósito, antes que vocês se empolguem, peçam para comprar 10 óculos, mil perfumes, vão me desculpando, mas quem carrega o peso nas costas sou eu, então… não vai rolar. Além disso, tem a quota da imigração e não quero passar por muambeiro. 😉 Eu sei que vocês entendem.

Enfim, na volta para casa, parei aonde>>> PUB! Mas só para ver, nao beber. rsss

Beber eu vou agora, assim que terminar aqui.

Galera, é isso!

Estou bem, adorei a recepção da galera, são super-prestativos, bem legais mesmo.

Se você ficou curioso e quer saber mais sobre intercâmbio, dá um pulo lá na http://www.gxintercambio.com.br – não estou fazendo propaganda paga, eu gostei mesmo do atendimento deles, aliás, estou gostando pois estão me ajudando ainda de lá –  e se quiser saber mais sobre trabalhar na Irlanda, tem um site massa que é o http://www.e-dublin.com.br e explica tudo.

Eu ainda vou postar com calma aqui o que o Guilherme explicou, o passo a passo para o visa, etc.

Abração a todos!
Espero que amanhã tenha fotos.  :\

R.M.

In God we trust!

Anúncios

5 comentários sobre “Rolé pela Europa: Dublin

  1. Romulo,
    O mais importante para nós da GX Intercâmbio é saber que você está aproveitando ao máximo sua viagem! E aproveita mesmo, porque passa muito rápido!
    Estamos aqui para te auxiliar no que for necessário!

  2. Galado….
    Como você vai para Londres também, já vai se acostumando a olhar “pro lado errado” na hora de atravessar a rua, entrar no carro pelo lado certo, essas coisas.

    Uma pergunta…. seu curso de inglês será todo ministrado por um brasileiro (Guilherme)??

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s